A Lenda

Mais importante é a lenda que garante que a madeira que está dentro de uma belíssima custódia (fechada literalmente a sete chaves) pertenceu ao Santo Lenho (a cruz de Cristo), ...

Membros do Executivo da Junta de Freguesia

Junta de Freguesia :: Presidente - Rui Caeiro:: e-mail -  presidente@veracruz.pt   Secretário: Tesoureiro:...

Serviços

Serviços prestados pela Junta de ...

Mensagem do Presidente

Caros amigos:Na qualidade de presidente da Junta de Freguesia saúdo todos os visitantes deste espaço, que pretende ser mais um meio ao dispor dos cidadãos,  bla bla bla bla bl...

http://veracruz.pt/site/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/115549slide1.jpg
http://veracruz.pt/site/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/451373slide2_DSC_4520.jpg
http://veracruz.pt/site/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/148105slide3_DSC_4508.jpg
http://veracruz.pt/site/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/627774slide4_DSC_4587.jpg
News Image

A Lenda

Mais importante é a lenda que garante que a madeira que está dentro de uma belíssima custódia (fe...

News Image

Membros do Executivo da Junta de Fregues

Junta de Freguesia :: Presidente - R...

News Image

Serviços

Serviços prestados pela Junta de Freguesia...

News Image

Mensagem do Presidente

Caros amigos:Na qualid...

Entrada

Aldeia de Vera Cruz

A Aldeia

Para visitar Vera Cruz comece pela Igreja de São Pedro ( Séculos VII - XIX ).  Assim que se aproxima da aldeia a primeira coisa que salta à vista é esta igreja, que é a edificação mais alta da aldeia. Igreja do antigo mosteiro da Ordem de Malta, foi fundada nos finais do século XIII por D. Afonso Pires Farinha, que participou na 7ª cruzada a Jerusalém, de onde trouxe a relíquia do Santo Lenho, ainda hoje guardada no seu interior.

O templo medieval foi construído sobre as ruínas de um antigo mosteiro visigótico, do qual subsistem, com especial relevo, as capelas colaterais da actual cabeceira da igreja, esta já consequência de uma reforma dos séculos XVI a XIX. Considerado um dos mais belos templos do País só abre oficialmente à hora da missa de domingo( actualmente é às 10.30h). Se for fora desta hora e se pedir ajuda poderá espreitá-la( procure no museu junto à mesma ou alguém por ali alguém que tenha a chave ). Tem uma história imensa de peregrinações, milagres e exorcismos. Com data de início de construção em 1271, era parte de um convento que esteve entregue à Comenda de Malta de Vera Cruz e era delegação do priorado do Crato. Este mosteiro, ou convento, ainda existe mas está praticamente em ruínas, mas ainda se pode observar como viviam os frades nesse tempo.

Se visitar a igreja, sinta todo o miticísmo e repare em alguns pontos interessantes: as janelas são apenas pequenas frestas que pouco iluminam o templo, tendo que se recorrer à iluminação artificial. É também desprovida de altares laterais, sendo o único altar o altar-mor. Do lado esquerdo do altar está uma pequena divisão onde está fechada a custódia do Santo Lenho, e repare na data que está por cima da porta. Indica a ultima restauração de que foi alvo. Já nas traseiras da igreja tome atenção às sucessivas obras de que este templo foi alvo. Notam-se muitas construções em cima umas das outras, o que indica muitas e muitas gerações que por ali passaram. Actualmente estas ruínas estão suspensas com uma estrutura metálica, pelo que percorra-as com cuidado.

 

A Lenda

Mais importante é a lenda que garante que a madeira que está dentro de uma belíssima custódia (fechada literalmente a sete chaves) pertenceu ao Santo Lenho (a cruz de Cristo), motivo mais do que suficiente para ser, antes das aparições em Fátima, um importante local de peregrinação. E de exorcismos, como o daquela menina que tinha sido possuída pelo espírito de um homem adulto. Se estes motivos não fossem suficientes a aldeia tinha ainda um Pinheiro Sagrado e uma Fonte Santa, que se diz que terão aparecido na mesma altura em que o Santo Lenho foi para aqui trazido (1271). Outra lenda, esta historicamente improvável, diz que o Pinheiro Sagrado nasceu quando D. Afonso Henriques, ao passar por aqui em 1139, a caminho da batalha de Ourique, terá cravado no chão uma vara de espinho, enquanto dizia "é tão certo vencer todos os mouros, como esta vara reverdecer". De qualquer forma, os habitantes garantem que houve na aldeia um pinheiro sagrado, que era local de peregrinação, e garantem-me que a pinha que está no Museu da Aldeia tem cerca de 300 anos e foi fruto dessa mesma conífera.

 

Visitar

Deve visitar na aldeia além da Igreja do Santo Lenho, o Museu da Aldeia, a Capela da Santo António, a Fonte Santa e os Buracos dos Mouros.


Em Vera Cruz há festas em honra do Santo Lenho que são no mês de Setembro. Nas festas há bailes, touradas, procissão e as pessoas representam a Lenda da Fonte Santa.